Ós que caraças!

Sim, serei só eu a pensar que, apesar do papel pouco mais exigir (e que nesse aspecto Kate Winslet tenha desempenhado uma boa performance), é um pouco descabido entregar um óscar a uma imagem de tontinha sofrida de amor e de analfabetismo mental? Durante as duas horas e tal do filme, sem poucas ou nenhumas nuances? E que por muito bem realizado que esteja o Bilionário de pacotilha, que se trata de uma telenovela em big screen, cheia de um vago moralismo bacoco de alfândega?

Pelo menos a estatueta parece ter sido bem entregue ao morto, ao gay-basher, e a nuestra hermana. E algumas “técnicas”´ao vaziozito Button. Se isto não é atípico, não sei o que será.Não, não sou o único a pensar disto; mas deixem que diga mais: a verdade é que até nos óscares se sentiu a crise, tanto no bom como no mau…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s