Da escolástica moderna lusitana

Estes intelectuais não gostam de pensar pela sua cabeça, porque isso exige esforço, não gostam de se envolver em lutas políticas, porque isso exige constância, não gostam de se olhar a si próprios, porque isso exige coragem. Preferem parasitar os movimentos sociais que lhes passam à porta. É por isso que, em vez de pensar, citam. No fundo, pertencem à mais retrógada tradição portuguesa, a escolástica.”

Destas palavrinhas da Maria Filomena Mónica, escritas em 2001 (“Os Sentimentos de uma Ocidental”, Quetzal), continuam actualissimas. olarecas. Bocas ao lado, o certo é que esta traditio da legitimação bacoca das opiniões pela inserção torrencial de citações a mais das vezes abstrusas, é uma praga, principalmente quando a tecnica é usada para ocultar o necessário raciocínio.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s